Caravanismo X Status

Campismo
Caravanismo x status

Nessa crise em que só se fala em corona vírus, vi de perto pessoas que em outro momento qualquer eu até acreditaríamos serem do bem, terem uma consciência legal, mas bastou uma noite de confinamento em um local desconhecido para entrarem no mais profundo pânico e depressão, o que me fez parar para pensar no que já venho observando a muito tempo que no mundo sobrevive os mais adaptados, e não o que tem mais dinheiro ou poder, na crise o rico é o primeiro a se matar porque não consegue lidar com questões tão simples da consciência humana.

Conhecemos várias pessoas de todos as modalidades de acampamento, mas confesso que as mais simples que adoram a natureza, acampamento selvagem, fogueira, fogão a lenha, panela de ferro são as que nos encantam e são com as quais obviamente acabamos nos identificando.

Vejo que não basta comprar um trailer, um motorhome, uma kombi ou seja lá o que for se o teu espírito ainda é escravo do sistema. Percebo muito claramente que nesse mundo do caravanismo, muitas pessoas estão entrando não pelo prazer do simples, mas pelo status social. Pessoas que nunca souberam o que significa acampar em uma barraca no meio do nada estão comprando veículos de 600 mil reais e se denominam campistas.

Mas o embrulho mesmo esta quando dois ou mais se reúnem para contar as suas viagens pela Europa ou ainda quando ficam em uma disputam quase que braçal para convencer o outro que o seu equipamento é melhor e portanto possui um status indiscutível. Claro que tudo acontece na mais alta diplomacia (ou leia-se hipocrisia), por vezes fico quieta ouvindo e observando os egos que hora se sobressaem em um, hora em outro, mas que sempre esta ali presente gritando para quem quiser ouvir.

Não há empatia nessas pessoas, elas não conseguem ouvir, algumas falam como tagarelas e por vezes me vejo tagarelando coisas sem sentido ao lado delas, por vezes precisamos fingir que o papo nos interessa apenas para não gerar um desconforto afinal, por vezes reencontramos os mesmo indivíduos em outras cidades, em outros campings e manter a cordialidade é necessário.

Mas de modo geral eles apenas refletem a sociedade em que estamos inseridos, é comum precisarmos fingir uma integração social com o chefe ou o colega no escritório, com o vizinho de porta, com o sindico do prédio forçando na maioria das vezes cumprir esse papel “social” que nos deprime e nos adoece.

Falar o que pensamos nem sempre é bem quisto nessa sociedade hipócrita, eles pisam em ovos para falar com os seus e se alfinetam com sutileza, sutileza essa aliás que não tenho nem um pouco. Quando o grupo é demasiadamente arrogante e ainda são boi de manada prefiro me retirar, sei que se eu ficar mais cedo ou mais tarde começarei a expor minhas idéias e claro que nenhum deles irá entender e darei margem para uma discussão sem sentido e interminável.

Pessoas rasas não me fazem falta alguma, prefiro dedicar meu tempo, meu carinho e amor as pessoas que de fato me são caras, algumas delas são como nós, amam o simples, já leram mais de um livro na vida (ou talvez leiam 2 por semana), possuem valores que não são vendidos na esquina. Com essas pessoas eu seria capaz de virar a noite conversando ao lado de uma fogueira, tomando chá, álcool, café ou só água, podemos falar de astrofísica à religião sem que um invada a liberdade do livre pensamento do outro ou a liberdade de pensar e acreditar no que melhor lhe convier, não importa o assunto, porque a presença e a troca de energia com elas preenche todo o meu ser, só que são raras essas pessoas e nem sempre podemos estar ao lado delas.

Por isso faço aqui um parágrafo extra porque entendo que não é o preço do equipamento que uma pessoa possui que a torna nisso ou aquilo, não acredito no ter mas sim no SER, encontramos pessoas vazias em todos os meios sejam elas com muito ou com pouco dinheiro, o quanto você tem no bolso diz apenas o que você tem e não quem você é de fato, mas felizmente em contrapartida encontramos algumas almas raras e novamente coloco que não importa o que elas tem e sim o que elas são e a essas almas eu chamo de AMIGOS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s