Arquivo da categoria: viver em um trailer

Vida, doce vida…

Novamente nos aproximamos do inverno,  o clima gelado e úmido de Campo largo já mostra a sua cara. Ainda é outono, mas já temos muitos dias chuvosos e  cinzentos nos quais a vontade de sair da cama não é uma máxima verdadeira.

Ao amanhecer vamos despertando lentamente e iniciando um dia que prometia ser preguiçoso, neblina, garoa gelada, cama quentinha e logo vem um cafezinho fresquinho feito com grãos selecionados de um arábica pra lá de aromático, passado na cafeteira italiana com todo cuidado que só os amantes de um bom café são capazes de compreender, acompanhado dos tradicionais ovos mexidos sem o requinte das omeletes franceses mas com uma pitada de muito amor e  carregados até a cama em um bandeja lotada de carinho, refletido na arrumação singela  mas cuidadosamente bem organizada em que aquele pratinho redondo, em amarelo ouro para que a nossa  humaninha de quatro patas possa nos acompanhar no dejejum, completa o cenário.

 

 

Enquanto degustamos o café no aconchego da nossa cama coloco-me a pensar sobre as razões que nos fizeram chegar até aqui, como viemos viver em um trailer e o quanto isso tem refletido no nosso crescimento como seres humanos mas especialmente como seres espirituais que somos.

Desde que decidimos viver em um trailer, todo dia é uma nova descoberta, um novo chamado a reflexão. A cada pôr  do sol que apreciamos enquanto tomamos nosso chimarrão sentados de pés descalços na imensidão de grama verdinha, cada vez que sentimos  a  chuva suave caindo e nos fazendo  diminuir o ritmo ou ainda a cada pessoa  que constantemente cruzam nosso caminhos vão nos deixando lições  preciosas.  Vamos descobrindo aos poucos que o dinheiro é preciso, mas que não podemos ser escravos dele e como dizia o poeta, é preciso dizer a ele quem é que manda em quem. É preciso fazer o que amamos, mas principalmente amarmos tudo o que fazemos, nem sempre as tarefas são as mais agradáveis, mas sermos gratos por podermos executá-las nos dá a dimensão da dádiva de estarmos aqui vivos, com saúde perfeita para podermos seguir sempre em frente.

E é essa vontade de seguirmos descobrindo o mundo, especialmente esse mundo que esta imerso no mais profundo do nosso ser, a matriz divina, o código da vida, a alma, a luz que só se revela aos buscadores incansáveis de si mesmos que nos impulsiona a sair da cama aconchegante e ir de encontro aos nossos sonhos. Então em um sobressalto pulamos para a vida e vamos trabalhar no nosso novo projeto, o nosso micro motorhome. Sim parece estranho pois já temos um trailer, mas quem acompanha nosso Blog e nossas redes sociais sabem que enfrentamos vários imprevistos mas que cada um deles, veio na hora que tinha que vir,  e como pessoas que entendemos que na vida tudo há o momento certo, fomos nos adaptando, criando, mudando e agora vamos concluir mais uma etapa do nosso projeto, e ao adaptar a camionete como um carro de apoio, não iremos mais precisar da barraca e  com isso ganharemos mobilidade e agilidade em nossas expedições selvagens, sem falar na segurança em relação a cobras e outros animais com os quais acabamos cruzando pelo caminho.

E assim a vida vai ganhando cor, sorrisos,  experiências, SENTIDO.

20180508_125223

Na nossa Fan Page (link abaixo), você poderá curtir a página e seguir-nos, assim poderá visualizar os vídeos que iremos postar da transformação da carroceria da camionete em um micro motorhome, lá citaremos sobre materiais usados e valores gastos para que você também se anime  ao ver que é possível encontrar soluções simples e viáveis para você realizar o teu sonho de colocar os pés, quero dizer, as rodinhas na estrada.

Nos acompanhe nessa jornada.

https://www.facebook.com/amorsobrerodasPedroeNoemi/

 

Nossa História

O Amor Sobre Rodas como o próprio nome diz, nasceu da junção da história do amor de um casal,  Pedro Lucavei e Noemi Cardoso, com o sonho (inicialmente dele) de colocar as rodinhas na estrada, literalmente.

Ele,  já com os filhos adultos e prestes a gozar do direito a aposentadoria após anos de trabalho duro e suado, decidiu ao longo dos seus bem vividos 55 anos, partir em um Trailer sem data para retornar, dando início primeiro pelos estados brasileiros e posteriormente por países da  América do Sul. Mas como nem tudo são flores, faltava a companhia certa, aquela que mesmo sem ele saber também o procurava, então  seus caminhos finalmente se cruzaram e  houve no mesmo instante a certeza que não haveria mais volta, a escolha estava feita e seus destinos traçados, então deu-se início ao planejamento, que levou um certo tempo até que pudesse se tornar real e viável.

Não foi paixão a primeira vista, foi amor de almas com sonhos e ideais semelhantes, pessoas livres com o desejo de viver um grande amor pautado na simplicidade, no desafio, no companheirismo e cumplicidade, regado de muita paz. Dispostos a irem colhendo pelo caminho o aprendizado que só os peregrinos de alma e coração são capazes de entender, a busca não só por culturas e costumes diferentes mas especialmente pelo autoconhecimento e a busca por ideais que vão além de empregos pomposos, restaurantes caros, carros de luxo na garagem, e o vazio que é oferecido pelas grandes metrópoles como ingredientes de consumo que escravizam e nos fazem viver cegos sem perceber a imensidão do mundo que há lá fora,  das infinitas possibilidades, do olhar as estrelas a noite e ouvir o som do mar ao amanhecer, sem fixar raízes naquilo que não possui valor real, levando na bagagem somente o necessário para dar mais espaço as boas lembranças de todos os amigos e histórias que vivenciamos pelo caminho.

Assim, com apenas um ideal e muito amor iniciamos nossa jornada e decidimos criar esse espaço para que nossos amigos e parentes nos acompanhem aonde estivermos, mas logo percebemos que era necessário levar uma mensagem a todos  que vieram posteriormente a nos acompanhar, a de que tudo na vida é possível quando sonhamos e acreditamos nesse sonho, quando vivemos nossa vida com retidão e sabedoria, quando vamos buscar no nosso mais intimo as respostas que nossa alma tanto almeja. Ao longo da nossa jornada vamos dividir com vocês alguns desses sentimentos, dificuldades e aprendizados que formos encontrando pelo caminho, queremos que cada um de vocês que nos seguem façam parte dessa nossa família. Sejam todos muito bem vindos e até nossa próxima parada.

Amor Sobre rodas

Por: Pedro Lucavei Filho e Noemi Cardoso

De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.

William Shakespeare