Arquivo da tag: amor sobre rodas

5 LIÇÕES que aprendi viajando e vivendo em um trailer

1. Não planeje muito

As pessoas lhe dirão que a preparação é fundamental quando você faz uma viagem como essa. Isto é. 

Mas, eis a coisa mais importante que eles não dizem: esteja preparado, mas não planeje tudo. 

Parecia que tudo estava certo, tudo revisado, excesso de peso liberado, cada coisa em seu devido lugar. Só que não.

Ainda que você planeje tudo, algum imprevisto sempre pode surgir e você terá que aprender a resolvê-lo ou a conviver com ele.

No entanto, viajar é descobrir o desconhecido . 

Mais cedo ou mais tarde, você percebe que organizar tudo não é uma opção. Você só precisa sair da sua zona de conforto e conhecer o mundo.

“Quando nada é certo, tudo é possível” – A. de Maximy

2. As pessoas são amigáveis

Quando as pessoas começaram a ter medo uma da outra? 

Se você quer viajar, é melhor esquecer aqueles medos infundados sobre outras pessoas ou culturas. Lembre-se de que você é o estranho, é quem precisa se adaptar aos outros. 

De um modo geral, as pessoas são legais. Claro, de vez em quando você pode ter um encontro ruim. Lide com isso, é bastante raro. Concentre-se nas pessoas legais que você conhece enquanto está na estrada. Do estranho que ajuda você a encontrar o caminho no mapa até o velho fazendeiro que oferece uma refeição em sua casa, as pessoas geralmente têm a mente aberta e prestativa. 

No que me diz respeito, tento sempre encontrar a beleza em cada uma delas, mesmo que por vezes o julgamento precitado e injusto insista em imperar, me policio e busco condenar a mim mesma por apontar o dedo para as imperfeiçoes dos outros quando sou um ser tão imperfeita e incompleta.

“Todo encontro acarreta uma possível mudança.” – J. Salomé

3. Você nunca estará sozinho

As pessoas costumavam nos chamar de loucos por fazermos essa jornada sozinhos, por termos um trailer como casa “fixa”, por não querermos mais criar raízes onde não faz sentido estarmos.

A maioria deles pensou que voltaríamos dentro de um mês ou dias talvez, eles não compreenderam que o trailer é a nossa casa e onde estivermos, mesmo que a milhares de quilômetros da nossa cidade natal, ainda assim estaremos em casa, a diferença é que cada amanhecer nos remete a um novo aprendizado, a mais uma possibilidade de nos tornarmos pessoas melhores do que éramos até o dia de “ontem”.

“ Além disso, é muito perigoso! ” Você sabe quantas vezes ouvimos essa frase? 

Eu nunca entendi muito bem esse medo de viver em um trailer, pois ser um viajante é a melhor maneira de conhecer a si mesmo e aos outros. É mais provável que você discuta as coisas com seus vizinhos e faça perguntas quando estiver sozinho. É uma ótima maneira de conhecer pessoas e trocar mais, de aprender mais.

Pelo menos foi o que pensamos mas o fato é que nunca estamos sozinhos. Sempre fomos cercado por dezenas de pessoas todos os dias e muitas vezes mesmo quando nos queremos só, não estamos sós.

É disso que se trata a viagem: você conhece pessoas e de repente se torna muito próximo porque vive experiências extraordinárias com elas. 

Alguns permanecem seus amigos, outros continuam pegando a estrada sozinhos. E tudo bem!

“A felicidade só é real quando compartilhada.” – C. McCandless

4. Fique ansioso e mantenha os olhos abertos

Adoro procurar paisagens para fotografar, sempre procuro ótimas paisagens, luzes desconhecidas, paisagens estranhas e rostos sorridentes. 

Isso me deixa ansiosa, em movimento. Eu vi muitas pessoas  viajando de trailer e/ou motorhome e ficarem o dia todo trancados assistindo programas na tv

Como eu disse anteriormente, saia da sua zona de conforto. 

É por isso que você viajou em primeiro lugar, não foi? Assim como na fotografia, em que é preciso coragem para captar as primeiras luzes da manhã, é melhor procurar aquelas excelentes paisagens e pessoas incríveis pelo caminho. 

Fique ansioso, abra seus olhos e o mundo e seu povo revelarão seus mistérios.

“ Quanto mais você se afasta, mais desafiador é. Não estar na sua zona de conforto é muito divertido. “- B. Cumberbatch

5. Não viaje para escapar dos seus problemas, eles vão alcançá-lo

Viajar tornou-se cada vez mais popular entre os jovens e pessoas já aposentadas, cada qual com seu estilo e modalidade de viagem diferentes.

Os mais jovens “Fogem” especialmente para a Europa, onde muitos problemas, como o desemprego, podem levar a uma vontade crescente de escapar daqui. No entanto, lembre-se de que qualquer problema que você tenha aqui o seguirá até lá. 

Para os mais velhos, nem sempre é uma fuga mas a realização de um sonho, poder parar de trabalhar e conhecer o mundo, viver intensamente o que ainda resta da vida.

Antes de pegar a estrada, certifique-se de não deixar nada inacabado em casa. Escapar de seus deveres ou engajamento não é a resposta. Os problemas alcançaram você mais cedo ou mais tarde: talvez na estrada, talvez quando você voltar, mas você irá se deparar com eles com toda certeza.

E sim, eventualmente você terá que voltar para ‘casa’, então é melhor estar preparado para isso. Visitar a família para quem vive em um trailer ou em um motorhome pode significar ouvir muitas vezes as indagações sobre quando você irá retornar, porque viver como cigano, como vocês não cansam e tantas outras conforme as inspirações do dia, e aí caberá a você a paciência para responder com delicadeza e para se manter firme em seu propósito.

“ A melhor maneira de escapar do seu problema é resolvê-lo.” – R. Anthony

E para os mais jovens, mas não tão jovens, para aqueles que já possuem um parceiro ou até mesmo filhos, para aqueles cujo sonho de largar tudo e viver viajando, conhecendo o mundo e pessoas diferentes, enriquecendo-se de cultura e sabedoria, fica uma dica “Nada é impossível”, hoje já é possível trabalhar on line em centenas, talvez milhares de segmentos, busque entender como empreender on line utilizando os conhecimentos e formação que você já tem, fácil? Não, não é fácil, mas é possível.

YOUTUBE

Nos acompanhe no Youtube e saiba mais como tem sido essa nossa experiência.

Anúncios

10/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – Camboja

Embora mergulhado em uma história sanguinolenta, Camboja é atualmente uma das economias de crescimento mais rápido na Ásia. É uma boa escolha para pessoas que querem uma mudança radical, visto que os costumes são muito diferentes para a maioria.

10 países fáceis para migrar...
10 países para migrar – Camboja

Por exemplo, as pessoas em Camboja não celebram seus aniversários, e muitos dos adultos nem sabem quantos anos tem. Fast food não é muito popular, e o método preferido de viagem é a motocicleta.

Para mora rem Camboja, você pode conseguir um visto de negócios de longo prazo sem a necessidade de patrocínio de uma empresa local. Este visto pode ser renovado indefinitivamente, mas não concede o direito de trabalhar para uma empresa em Camboja. Você vai precisar aplicar para um visto de permissão de trabalho para conseguir um emprego lá, mas vai descobrir que os empregadores não cumprem essa exigência.

9/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – Suécia

Suécia é uma ótima escolha se você busca por uma alta qualidade de vida e cultura política progressista. Tem-se falado que Suécia é um dos melhores países para ser uma mulher, tendo as opiniões mais progressistas com relação à igualdade de gênero.  Também oferece políticas generosas de imigração, com uma população de refugiados e imigrantes de cerca de 15%.

Suécia não é o país mais fácil para permanecer por um longo período em nossa lista, pois você precisará de uma oferta de emprego para conseguir um visto de trabalho.

No entanto, o processo de imigração é bem automatizado online, e a maioria das pessoas pode ficar alguns meses no país sem visto para fazer contatos.

8/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – Nicarágua

Esqueça o que escutou nos noticiários. Nicarágua é um lugar tropical lindo, com pessoas que irão recebe-lo muito bem. Mesmo tendo algumas coisas ruins na história do país. Nicarágua atualmente tem a menor taxa de crime entre os países da América Central. Acrescente a isso um ou dois litorais imaculados, e vai ser difícil ganhar de Nicarágua.

A exigência para se aposentar em Nicarágua é surpreendentemente baixa, necessitando de apenas $600 por mês de renda. Você nem precisa tecnicamente estar aposentado, visto que Nicarágua fornece seus vistos para pessoas de qualquer idade que sejam autônomas ou que possuam um pequeno hotel ou restaurante no país.

7/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – Seicheles

Seicheles é um grupo de 115 ilhas maravilhosas na parte Ocidental do Oceano Índico. Quase metade do território disponível no país é protegido na forma de parques e reservas nacionais, mas isso ainda deixa muito espaço para expatriados desejando uma vida na praia e muita diversidade cultural.

Tudo o que precisará ao chegar em Seicheles é de um passaporte. Não há exigência de visto para mudar para lá. Se após cinco anos de residência, você quiser tornar oficial, será elegível para aplicar para cidadania – desde que não tenha tido nenhum problema legal durante esses cinco anos. Expatriados com grana podem encurtar o tempo de espera para cidadania para um ano se investirem $1 milhão de dólares.

6/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – Svalbard

Se você não está atrás de conforto, mas sim de uma aventura extrema, Svalbard pode ser o lugar certo para você. Um território da Noruega, Svalbard é um arquipélago localizado entre o continente e o Polo Norte. Por isso, é brutalmente frio, e sem-teto é fatal e ilegal.

magine um lugar que é literalmente o mais ao norte do mundo que você pode ir (a menos que você consiga chegar ao Pólo Norte) ….

Um lugar onde…

… há mais ursos polares (e snowmobiles) do que pessoas.

… há bizarras e semi-abandonadas cidades de mineração Russas (com a estátua de Lenin mais ao norte do mundo).

…há geleiras, cavernas de gelo, fiordes e paisagens árticas intocadas.

… há o famoso “Doomsday Seed Vault” (Cofre de Sementes do Fim do Mundo).

Se esta lista ainda não te fez perceber, Svalbard é um lugar incrível (embora estranho) para visitar e mais estranho ainda para se morar.

os 10 melhores países para migrar

Há muitas poucas regras para conseguir morar em Svalbard. Ninguém de nenhum país precisa de um visto, mas o governador reserva o direito de negar a entrada de pessoas que não estejam preparadas para lidar com as condições. Você deve ter um lugar para morar, e geralmente as casas são fornecidas pelos empregadores para os funcionários. Então, se você conseguir descolar um emprego, está dentro.

4/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – BELIZE

Não há muito com o que se preocupar em Belize, um lugar onde você pode mergulhar em uma barreira de recife e explorar as ruínas maias em um dia. Por outro lado, porque não simplesmente relaxar em uma rede na praia? Com um custo de vida muito baixo, Belize é realmente a sua ostra.

Você precisa morar em Belize por um ano para se tornar elegível para residência permanente. Você só precisa entrar no país com um vista de turista e renová-lo todos os meses até alcançar 50 semanas consecutivas.

Se você tem mais de 45 anos de idade, pode acelerar o processo com um visto de Pessoas habilitadas a se Aposentar, que requer uma renda mensal de $2,000. Você não poderá trabalhar em uma empresa de Belize com este visto, mas poderá fazer trabalhos remotos como freelancer para uma empresa estrangeira.

A vida em um Camping – 3 anos ressignificando nossas vidas

Toda transição traz consigo mudanças nos forçando a sair da zona de conforto, posso afirmar que esses primeiros anos foram uma prova de fogo, não é muito fácil passar por todo esse processo de adaptação.

Ir morar em um Camping e conviver com outra pessoa (ainda que essa pessoa seja seu marido ou esposa) 24 horas por dia em um ambiente extremamente reduzido requer uma mudança de crenças e paradigmas muito grande.

Antes éramos ele no espaço dele, assistindo seus programas preferidos na TV eu no meu espaço escrevendo, lendo meus livros, ouvindo meus mantras, de repente isso esta tudo jundo e misturado em um espaço de aproximadamente 15 metros quadrados e para mantermos nossa individualidade como seres únicos que somos, é preciso entender que o respeito pelo espaço, desejos e necessidades do outro são fundamentais e indispensáveis.

Só que não. Em um relacionamento prematuro e carente de todo esse entendimento e respeito talvez não seja tão simples como parece, ultrapassar tais barreiras. E foi nessa corda bamba que tocamos os dois primeiros anos. Entre muitas brigas, desentendimentos e alguns acertos fomos tentando encontrar o equilíbrio para essa nova vida que desafiava a ambos.

Lentamente fomos nos despindo do ego, da individualidade e apesar das dificuldades no convívio diário nos restava a certeza de que queríamos fazer o que era bom para ambos, que queríamos tentar nos alinharmos e que no final tudo se ajeitaria, que nem carga de abóbora que vai se arrumando na estrada.

A partir do terceiro ano as coisas foram se tornando mais decisivas e cada um de nós foi aos poucos estabelecendo seus espaços e territórios, já sabíamos até onde podíamos ir e sabíamos que em alguns momentos mesmo nos considerando certos, entendiamos que era preciso simplesmente silenciar. E assim fui ganhando espaço para meus estudos, para minhas leituras, para meus projetos profissionais e especialmente para estar em conexão com os meus valores mais puros e sinceros, e ele foi encontrando espaço nos afazeres manuais, nas manutenções do trailer, na confecção da casinha o espaço que o realizava e o fazia plenamente feliz.

Sim, estamos amadurecendo como pessoas e como relacionamento e passamos a aceitar que tudo o que nos foi dado é para nosso aprendizado e que em algum momento de nossas vidas havíamos atraído um ao outro justamente para que pudéssemos tirar uma lição e crescer como seres espirituais. Não posso falar se ele esta certo e ciente desse aprendizado, talvez em sua total inconsciência do fluxo de energia a que estamos envoltos ele não tenha a mesma percepção que eu, mas em sua consciência primária e evolutiva começa a sentir mesmo que ainda não entenda essas preciosas mudanças.

E nesse processo outras pessoas também tiveram um papel importante e especial e a eles chamamos de Amigos.

Nesse tempo que estamos vivendo no Trailer, em um Camping, muitas pessoas passaram por nossas vidas, alguns sequer lembramos o nome, entretanto, alguns vieram para ficar e esses são mais que amigos, são irmãos de alma. São pessoas que possuem um espírito livre como o nosso, que desejam viver a vida fora da matrix imposta pelo sistema. São pessoas que querem viajar, que não se importam em levar uma vida mais simples e minimalista e que colocam o ser acima do ter.

A lição que tiramos desses 3 anos é que precisamos continuar, ainda que a estrada seja acidentada, há muito o que aprender e crescer como seres humanos e seres espirituais, ainda há muitos lugares para conhecer, muitos livros para ler, muitos sorrisos para dar e muitas linhas por escrever.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube e nos acompanhe nessa jornada.