Arquivo da tag: amor sobre rodas

7/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – Seicheles

Seicheles é um grupo de 115 ilhas maravilhosas na parte Ocidental do Oceano Índico. Quase metade do território disponível no país é protegido na forma de parques e reservas nacionais, mas isso ainda deixa muito espaço para expatriados desejando uma vida na praia e muita diversidade cultural.

Tudo o que precisará ao chegar em Seicheles é de um passaporte. Não há exigência de visto para mudar para lá. Se após cinco anos de residência, você quiser tornar oficial, será elegível para aplicar para cidadania – desde que não tenha tido nenhum problema legal durante esses cinco anos. Expatriados com grana podem encurtar o tempo de espera para cidadania para um ano se investirem $1 milhão de dólares.

Anúncios

6/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – Svalbard

Se você não está atrás de conforto, mas sim de uma aventura extrema, Svalbard pode ser o lugar certo para você. Um território da Noruega, Svalbard é um arquipélago localizado entre o continente e o Polo Norte. Por isso, é brutalmente frio, e sem-teto é fatal e ilegal.

magine um lugar que é literalmente o mais ao norte do mundo que você pode ir (a menos que você consiga chegar ao Pólo Norte) ….

Um lugar onde…

… há mais ursos polares (e snowmobiles) do que pessoas.

… há bizarras e semi-abandonadas cidades de mineração Russas (com a estátua de Lenin mais ao norte do mundo).

…há geleiras, cavernas de gelo, fiordes e paisagens árticas intocadas.

… há o famoso “Doomsday Seed Vault” (Cofre de Sementes do Fim do Mundo).

Se esta lista ainda não te fez perceber, Svalbard é um lugar incrível (embora estranho) para visitar e mais estranho ainda para se morar.

os 10 melhores países para migrar

Há muitas poucas regras para conseguir morar em Svalbard. Ninguém de nenhum país precisa de um visto, mas o governador reserva o direito de negar a entrada de pessoas que não estejam preparadas para lidar com as condições. Você deve ter um lugar para morar, e geralmente as casas são fornecidas pelos empregadores para os funcionários. Então, se você conseguir descolar um emprego, está dentro.

4/10 PAÍSES SUPER FÁCIL PARA IMIGRAR – BELIZE

Não há muito com o que se preocupar em Belize, um lugar onde você pode mergulhar em uma barreira de recife e explorar as ruínas maias em um dia. Por outro lado, porque não simplesmente relaxar em uma rede na praia? Com um custo de vida muito baixo, Belize é realmente a sua ostra.

Você precisa morar em Belize por um ano para se tornar elegível para residência permanente. Você só precisa entrar no país com um vista de turista e renová-lo todos os meses até alcançar 50 semanas consecutivas.

Se você tem mais de 45 anos de idade, pode acelerar o processo com um visto de Pessoas habilitadas a se Aposentar, que requer uma renda mensal de $2,000. Você não poderá trabalhar em uma empresa de Belize com este visto, mas poderá fazer trabalhos remotos como freelancer para uma empresa estrangeira.

A vida em um Camping – 3 anos ressignificando nossas vidas

Toda transição traz consigo mudanças nos forçando a sair da zona de conforto, posso afirmar que esses primeiros anos foram uma prova de fogo, não é muito fácil passar por todo esse processo de adaptação.

Ir morar em um Camping e conviver com outra pessoa (ainda que essa pessoa seja seu marido ou esposa) 24 horas por dia em um ambiente extremamente reduzido requer uma mudança de crenças e paradigmas muito grande.

Antes éramos ele no espaço dele, assistindo seus programas preferidos na TV eu no meu espaço escrevendo, lendo meus livros, ouvindo meus mantras, de repente isso esta tudo jundo e misturado em um espaço de aproximadamente 15 metros quadrados e para mantermos nossa individualidade como seres únicos que somos, é preciso entender que o respeito pelo espaço, desejos e necessidades do outro são fundamentais e indispensáveis.

Só que não. Em um relacionamento prematuro e carente de todo esse entendimento e respeito talvez não seja tão simples como parece, ultrapassar tais barreiras. E foi nessa corda bamba que tocamos os dois primeiros anos. Entre muitas brigas, desentendimentos e alguns acertos fomos tentando encontrar o equilíbrio para essa nova vida que desafiava a ambos.

Lentamente fomos nos despindo do ego, da individualidade e apesar das dificuldades no convívio diário nos restava a certeza de que queríamos fazer o que era bom para ambos, que queríamos tentar nos alinharmos e que no final tudo se ajeitaria, que nem carga de abóbora que vai se arrumando na estrada.

A partir do terceiro ano as coisas foram se tornando mais decisivas e cada um de nós foi aos poucos estabelecendo seus espaços e territórios, já sabíamos até onde podíamos ir e sabíamos que em alguns momentos mesmo nos considerando certos, entendiamos que era preciso simplesmente silenciar. E assim fui ganhando espaço para meus estudos, para minhas leituras, para meus projetos profissionais e especialmente para estar em conexão com os meus valores mais puros e sinceros, e ele foi encontrando espaço nos afazeres manuais, nas manutenções do trailer, na confecção da casinha o espaço que o realizava e o fazia plenamente feliz.

Sim, estamos amadurecendo como pessoas e como relacionamento e passamos a aceitar que tudo o que nos foi dado é para nosso aprendizado e que em algum momento de nossas vidas havíamos atraído um ao outro justamente para que pudéssemos tirar uma lição e crescer como seres espirituais. Não posso falar se ele esta certo e ciente desse aprendizado, talvez em sua total inconsciência do fluxo de energia a que estamos envoltos ele não tenha a mesma percepção que eu, mas em sua consciência primária e evolutiva começa a sentir mesmo que ainda não entenda essas preciosas mudanças.

E nesse processo outras pessoas também tiveram um papel importante e especial e a eles chamamos de Amigos.

Nesse tempo que estamos vivendo no Trailer, em um Camping, muitas pessoas passaram por nossas vidas, alguns sequer lembramos o nome, entretanto, alguns vieram para ficar e esses são mais que amigos, são irmãos de alma. São pessoas que possuem um espírito livre como o nosso, que desejam viver a vida fora da matrix imposta pelo sistema. São pessoas que querem viajar, que não se importam em levar uma vida mais simples e minimalista e que colocam o ser acima do ter.

A lição que tiramos desses 3 anos é que precisamos continuar, ainda que a estrada seja acidentada, há muito o que aprender e crescer como seres humanos e seres espirituais, ainda há muitos lugares para conhecer, muitos livros para ler, muitos sorrisos para dar e muitas linhas por escrever.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube e nos acompanhe nessa jornada.